Letra da Música

Onde é que foi parar aquela menina
Que me encantava quase toda noite
Jogando ao vento palavras, olhares sorrisos e pernas

Telefonemas de duplo sentido,
Que me deixaram de calo no ouvido
E aquele jeito assim de respirar a fim de
Me afogar de paixão e desejo

Fiz o possível pra não dar bandeira,
Até pensei que não era comigo
Mas você foi mais e mais se chegando e apertando o cerco
Usando todas as armas que sabe usar uma mulher, quando quer

Pois então vem, completa agora o teu feitiço
Vem, não faz essa cara de quem não tem nada com isso
Vem, para com esse papo de: o que é que eu fiz?
Faça o que quiser eu me entrego mas me faça feliz

Faça o que quiser eu me rendo mas me faça...